Tuesday, August 2, 2016

MEDITANDO SOBRE O AMOR

O amor nos faz avançar, nos enche de vida. Amamos muito mas infelizmente não compreendemos o amor de muitos. 

O amor é uma linguagem, uma comunicação que precisamos aprender a falar. 

Amar pode ser expresso em forma de um tempo, que você simplesmente para tudo e fica ali, pertinho da pessoa amada. 

Pra. Ana Cunha Araújo

Veja mais sobre este tema em:

Tuesday, June 14, 2016

LEVADOS À HONRAR


Quando nos deixamos ser conduzidos por Deus, estamos assumindo a postura de fidelidade, independente daquilo que possamos imaginar que nos acontecerá mais na frente.

Há uma mulher na Bíblia que tem me impactado muito, por sua resposta. Trata-se de uma viúva que vivia em um tempo muito crítico, pela seca que assolava sua cidade. Esta mulher, mesmo em sua limitação, foi separada por Deus para abençoar o profeta Elias.

1Rs 17.9 - Levanta-te, vai para Sarepta, que pertence a Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei a uma mulher viúva ali que te sustente.

Imagine você vivendo uma situação de crise onde suas forças parecem se esgotar e, de repente surgir alguém que precise de sua ajuda. Eu penso que muitas vezes somos conduzidos a viver padrões que não compreendemos para que os nossos limites sejam ampliados. Esta mulher achava que estava no fundo do poço, e que junto com ela também estava seu filho. O surpreendente é que Deus mostra que Ele faz do fraco o forte, Ele muda história e Ele dá o fim que quer dar para cada um de nós.

Esta mulher obedeceu a orientação do profeta e viveu o extraordinário, a promessa se cumpriu.

1Rs 17.13 e 14 - Ao que lhe disse Elias: Não temas; vai, faze como disseste; porém, faze disso primeiro para mim um bolo pequeno, e traze-mo aqui; depois o farás para ti e para teu filho. Pois assim diz o Senhor Deus de Israel: A farinha da vasilha não se acabará, e o azeite da botija não faltará, até o dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra.


Que o Senhor amplie a nossa fé ao ponto de lhe obedecermos. Que a nossa obediência atraia o favor de Deus.


Pra. Ana Cunha

Veja mais sobre este assunto em:
https://anovamentalidade.blogspot.com.br/2016/06/ofertando-em-tempo-de-crise.html



Wednesday, June 8, 2016

RETOMANDO DE ONDE PAREI


2Rs 8.3 a 6 - Mas ao cabo dos sete anos, a mulher voltou da terra dos filisteus, e saiu a clamar ao rei pela sua casa e pelas suas terras. Ora, o rei falava a Geazi, o moço do homem de Deus, dizendo: Conta-me, peço-te, todas as grandes obras que Eliseu tem feito. E sucedeu que, contando ele ao rei como Eliseu ressuscitara aquele que estava morto, eis que a mulher cujo filho ressuscitara veio clamar ao rei pela sua casa e pelas suas terras. Então disse Geazi: Ó rei meu senhor, esta é a mulher, e este o seu filho a quem Eliseu ressuscitou. O rei interrogou a mulher, e ela lhe contou o caso. Então o rei lhe designou um oficial, ao qual disse: Faze restituir-lhe tudo quanto era seu, e todas as rendas das terras desde o dia em que deixou o país até agora.

Então um dia os nossos olhos se abrem e a gente vê que chegou a hora de retomar, pois toda dificuldade que nos levou para longe de nossa base, por uma razão ou por outra, uma hora já cessou.

O nosso histórico não apaga porque nos afastamos de um lugar, as nossas sementes plantadas não param de cumprir sua missão por conta de nossa ausência. As coisas continuam acontecendo mesmo quando estacionamos no tempo.

A mulher sunamita foi orientada a sair de sua terra e quando voltou a sua história ainda estava sendo contada. O rei, que tinha autoridade para decidir sobre o futuro dela naquele contexto, determinou que ele seria restituída, inclusive na renda de sua propriedade.

Que seja assim com você, que os motivos que lhe impedem de avançar percam a força e você possa fazer o caminho de volta, para deste lugar entrar no tempo de maior prosperidade de toda a sua história.

Pra. Ana Cunha

Tuesday, July 17, 2012

VIDA DE OLIVEIRA

Oliveira milenar - Jardim das Oliveiras, Jerusalém.


Isaias 41:19 – “Plantarei no deserto o cedro, a acácia, e a murta, e a oliveira; porei no ermo juntamente a faia, o pinheiro e o álamo.”

Há pouco tempo minha mãe esteve em Israel e uma das coisas de que ela fala é sobre a oliveira, então daí recebi de Deus o rhema e comando para essa ministração.

A oliveira, vegetação com nome cientifico Olea europaea é conhecida no mundo todo, já foi de grande utilidade para a humanidade no passado, e ainda é até os dias de hoje - dela sai a azeitona, matéria prima para o azeite de oliva e muitas outras coisas. Essa planta tem características tremendas:


1. POSSUI RAÍZES FORTES E FIRMES.
As raízes poderosas e compridas da Oliveira podem chegar a uma profundidade de seis metros, através do qual têm sempre a possibilidade de obter água para o seu desenvolvimento. 

Como vimos em Isaías, o lugar onde a oliveira é cultivada é um terreno seco, portanto, a forma dela sobreviver é procurando por água. Algumas vezes nos encontramos em terrenos secos, e o único meio de prevalecermos é nos aprofundando na Palavra de Deus para encontrar a água da vida.

João 4:14 – “aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” 

Jesus quando se encontra com a mulher samaritana menciona essa água, pois ele quer nos ensinar que devemos procurar a Palavra ou morreremos.


2. TEM UM TRONCO FIRME.
O tronco da Oliveira cresce de forma lenta, mas é constante e forte, e apesar de nascer em um lugar de pouca água, torna-se uma das coisas mais difíceis de serem quebradas, pois é consolidada por todos os dias procurar mais força e resistência. A forma de uma pessoa consolidar seu tronco, se firmar espiritualmente é tendo comunhão com Deus e sendo fiel nos dízimos e ofertas.

Malaquias 3:10 – “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro.”
 
Salmos 20:3 – “Lembrem-se de todas as tuas ofertas, e aceite os teus holocaustos.”

Só estabelece um tronco firme quem é fiel à Deus. 


3. SABE SE REESTABELECER.
A oliveira tem uma benção de Deus que é a recuperação, quem já viu uma oliveira ou já estudou sobre ela aprendeu que essa planta reestabelece depois de morta ou cortada, pois ela renasce do que ela foi.

Jó 14.7 a 9 – “Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda torne a brotar, e que não cessem os seus renovos. Ainda que envelheça a sua raiz na terra, e morra o seu tronco no pó, contudo ao cheiro das águas brotará, e lançará ramos como uma planta nova.”

Meu irmão, quero lhe dizer que mesmo que o inimigo tente lhe cortar, lhe destruir ou coisa pior, se você tiver uma boa base na Palavra você se levantará bem rápido ou quem sabe, é bem provável que o inimigo nem consiga lhe derrubar.


4. NÃO SE MISTURA COM COISAS MALIGNAS.
O diabo sempre tenta atingir um filho de Deus. Pragas e ervas daninhas são as piores inimigas das plantas. Assim como as situações difíceis são para nós.

Imagine uma planta que só vive no sol quente, como o cacto que é uma planta do sertão, agora pense na oliveira, sua natureza é diferente. Uma oliveira pode sofrer de uma doença chamada caruncho, que pode leva-la a morte. Outra doença que pode lhe prejudicar é a chamada tripe, esta pode deixa-la infrutífera e/ou sem eficiência, e por fim pode vir nela um parasita chamado mosca da azeitona, que ataca seus frutos fazendo com que percam a qualidade.

Não podemos nos deixar levar pelo caminho da praga, pois é um caminho infrutífero, desolador e de morte, e é isso que o inimigo tenta sempre fazer nas nossas vidas e contra a nossa liderança, mas, devemos nos proteger em Deus, pode é Ele que garante o que está no livro de Salmos:

Salmo 91:10 – “Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.”


5. NÃO NEGA OS FRUTOS E ESPECIALIDADES.
Algumas pessoas possuem a habilidade de conquistar e ganhar frutos, ou ainda tem o poder de ministrar a Palavra, curar almas feridas, mas sempre se negam a fazê-lo, e, sem perceber, negam à Deus também, muitas vezes escondendo o fato de serem convertidas.

Algumas vezes não percebemos que outras pessoas estão precisando de ajuda espiritual por sentirmos vergonha de nos expor, quando a melhor decisão nós já tomamos quando aceitamos Jesus como nosso único Senhor e Salvador, mas isso não acontece aqui, amém?

Hebreus 3:12 – “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo.”


CONCLUSÃO
Devemos ser como as oliveiras, que possuem fortes, firmes e profundas raízes na Palavra, criando um relacionamento de fidelidade com Deus, principalmente nas ofertas, se reestabelecendo nos contra-ataques, se protegendo do mal sem negar a Deus. Que a paz esteja com todos.

Lucas Cunha

Saturday, March 17, 2012

PEDRO, TU ME AMAS?




A Palavra nos leva a um confronto quando mostra que todos estamos passíveis de errar. Pedro caminhou com Jesus e lhe amou, certamente que ele aprendeu os princípios e por isso acreditou que não erraria, não abandonaria seu Mestre.

Jo 13.36 e 37 - “Perguntou-lhe Simão Pedro: Senhor, para onde vais? Respondeu Jesus: Para onde eu vou, não podes agora seguir-me; mais tarde, porém, me seguirás. Disse-lhe Pedro: Por que não posso seguir-te agora? Por ti darei a minha vida”.
Jesus, sendo um conhecedor da humanidade, preparou Pedro para a possibilidade da falha, lhe advertindo:
Jo 13.38 - “Respondeu Jesus: Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: Não cantará o galo até que me tenhas negado três vezes”.
O Senhor sabe o quanto somos fracos, como a nossa natureza ainda é muito falha, mesmo assim Ele nos ama. Foi por isso que depois de tudo - rejeição dos discípulos, acusações, torturas, crucificação, morte e ressurreição - Ele voltou.
O Mestre preparou a cena que iria desenhar uma nova imagem na mente de seus liderados. Ele preparou uma fogueira - trazendo à memória de Pedro o seu maior erro. A partir daí começava um novo tempo, Pedro teria uma nova chance, ele receberia o direito de declarar o seu amor e anular sua confissão de rejeição.
Jo 21.15 a 17 - “Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos. Tornou a perguntar-lhe: Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Pastoreia as minhas ovelhas. Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de João, amas-me? Entristeceu-se Pedro por lhe ter perguntado pela terceira vez: Amas-me? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas; tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas”.
Precisamos ter a humildade para saber que somos limitados, que não estamos acima do bem e do mal. Precisamos ter misericórdia daqueles que falham ao nosso derredor.
Louvado seja o Senhor que nos amou independente de nossas atitudes. Que Ele possa lhe visitar e lhe dar uma nova chance, editar a sua história… como fez comigo. E que a unção liberada sobre Pedro ao responder a pergunta de Jesus venha também para nossas vidas:
Jo 21.17b - “Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas”.


Ana Cunha Araújo

Monday, February 20, 2012

CURADOS PARA CONSOLIDAR


Jr 1.11 e 12 – “E veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Que é que vês, Jeremias? Eu respondi: Vejo uma vara de amendoeira. Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.”
Todos nós já recebemos promessas de Deus. Mesmo aquelas pessoas que até aqui não se dedicaram a ler a Bíblia e nem tem o hábito de frequentar uma célula, Rede ou Culto de Celebração já receberam promessas do Senhor.
O livro de Jeremias inicia com uma conversa entre Deus e o profeta. Neste diálogo o Senhor informa ao seu servo que lhe conhecia de antes de tê-lo colocado na barriga de sua mãe, e que havia lhe santificado e dado às nações como profeta.
Depois disso o Senhor leva Jeremias a passar por uma experiência e lhe pergunta o que realmente ele havia visto – um galho de amendoeira. Essa visão hoje é para cada um de nós e ela nos sara e adestra para assumirmos a missão de consolidar:
1. ADOTAR A POSTURA CERTA
A amendoeira é uma chamada para despertar, acordar, ressuscitar. Deus não nos quer dormindo, mortos para os nossos sonhos e projetos.
· Essa vegetação é a primeira que floresce entre todas as outras, é a que anuncia que a colheita está chegando. O Senhor espera que nos posicionemos desta forma, sendo anunciadores de que há uma colheita por vir. Não podemos ter uma linguagem que negue este fato.
Mc 16.15 – “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.”
· Essa planta aponta para a escolha de Deus. Quando questionaram se Arão seria mesmo o líder que o Senhor queria para estar à frente do povo, o Eterno demonstrou a Sua preferência fazendo florescer a vara de Arão.
Nm 17.5 a 8 – “Então brotará a vara do homem que eu escolher; assim farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós. Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel, e todos os seus príncipes deram-lhe varas, cada príncipe uma, segundo as casas de seus pais, doze varas; e entre elas estava a vara de Arão. E Moisés depositou as varas perante o Senhor na tenda do testemunho. Sucedeu, pois, no dia seguinte, que Moisés entrou na tenda do testemunho, e eis que a vara de Arão, pela casa de Levi, brotara[1], produzira gomos[2], rebentara em flores e dera amêndoas maduras.”
Diante dessa visão não podemos duvidar, somos a escolha do Pai para esta missão de Consolidação.
· Essa vegetação pode já estar seca pelo tempo e uso, mas por uma ação de Deus pode ter sua história totalmente modificada.
A vara de Arão estava sequíssima em um dia, no outro, por uma obra do Senhor já estava totalmente transformada. Ela nem permaneceu com a mesma finalidade - um apoio para Arão durante a caminhada. Depois da transformação ela foi guardada na arca, pois passou a ser um sinal para as gerações.
Você pode ter chegado aqui como um galho seco e sem vida; como discípulo pode ser somente um apoio para seu líder, mas sob a ação de Deus pode vir a ser um referencial de consolidador para as gerações.
2. RESISTIR ÀS DIFICULDADES
Consolidar fala de tornar ou permanecer firme, plantado, independente das circunstâncias.
· A amendoeira desenvolve-se perfeitamente nos terrenos salgados, arenosos e resiste ao efeito dos ventos, ela é perfeita para a região de praia.
A terra salgada é por si só um limitador para muitas plantas, uma vez que desidrata as mesmas - as plantas morrem pela falta de água e as sementes não germinam. Salgar a terra era um costume que veio dos antigos romanos. Quando eles desejavam tornar um local inabitado eles faziam isso para inviabilizar a agricultura do lugar.
Trazendo para a nossa realidade espiritual e para a nossa missão de consolidades, ainda que haja uma ação de regência romana contra nós tentando “desidratar” as nossas sementes, resistiremos e prevaleceremos.
Deus nos deu a incumbência de consolidarmos vidas e a capacitação para plantarmos a Sua Palavra em terra que aparentemente é inadequada – as vidas que estão longe Dele. Mas essas “terras” apontam para a promessa – nos multiplicaremos tanto que seremos incontáveis, como as areias da praia.
Gn 22.17 – “que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;”
· A Amendoeira é uma árvore que pode atingir 35 m de altura. Ela quando adulta tem a copa bastante larga, fornecendo bastante sombra.
A Palavra nos chama para permanecermos firmes e pregarmos o Reino de Deus, dessa forma, atingiremos grandes dimensões e forneceremos sombra para aqueles que se achegarem.
Mc 4.30 a 32 – “Disse ainda: A que assemelharemos o reino de Deus? ou com que parábola o representaremos? É como um grão de mostarda que, quando se semeia, é a menor de todas as sementes que há na terra; mas, tendo sido semeado, cresce e faz-se a maior de todas as hortaliças e cria grandes ramos, de tal modo que as aves do céu podem aninhar-se à sua sombra.”
3. SER CANAL DE CURA
Certa vez, em um retiro um alimento estragado causou infecção intestinal em todas as pessoas que ali estavam inclusive no pastor responsável. Ele ficou tão abatido que não sentia disposição para ministrar. Nesse processo Deus lhe disse que ele era como um canudinho, que a cura passaria por ele enquanto ministrasse para os outros.
Aprendemos que discipulado é discípulo ao lado. Durante a caminhada somos tratados e curados.
· A planta vista pelo profeta – a amendoeira – possui folhas que são usadas como tônico e coadjuvante no tratamento de peixes ornamentais. Nelas estão presentes elementos com propriedades bactericidas, fungicidas e parasiticidas.
· Essas folham também estimulam a reprodução dos peixes, intensificam suas cores e os acalmam.
A arte de consolidação é também uma preparação, como o processo pelo qual esta folha é submetida – ela é arrancada da árvore e reservada até que seque e esteja pronta. Assim acontece conosco, somos arrancados dos nossos valores pessoais e a cada dia nos esvaziamos do nosso eu para que possamos estar prontos para cuidar de outras vidas, cuidar das multidões.
Jo 15.12 e 13 – “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”
No discipulado somos estimulados a nos reproduzir e nos multiplicar. Dessa forma intensificaremos as nossas cores e a nossa cobertura será evidenciada pelo grande crescimento.
· Quando as folhas secas caem na água liberam uma tintura marrom, cheia de ácidos orgânicos que abaixam o pH da água, absorvem substâncias prejudiciais e ajudam a criar um ambiente tranquilo para o peixe.
Existe uma folha que “secou”, entrou no nosso meio e liberou uma tintura, a mais forte de todas, Jesus Cristo. Ele se “desprendeu” de Seu Pai e se fez pecador em nosso lugar, derramando Seu sangue na Cruz do Calvário.
Essa tintura faz com que a água do nosso aquário (família, célula e macro célula) seja ideal para os peixes de nossa espécie.
· “Peixes que vivem ao redor da água onde as árvores de Amendoeira são achadas, são muito mais vibrantes, bonitos e saudáveis”.
Nesta Palavra o Senhor coloca a folha da amendoeira na minha realidade, daqui pra frente minhas discípulas serão muito mais vibrantes com a Obra pois receberão desta cura que se instalou na minha vida.
4. SER INSTRUMENTO DE AVIVAMENTO
Jr 1.4 a 7 – “Ora veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta. Então disse eu: Ah, Senhor Deus! Eis que não sei falar; porque sou um menino. Mas o Senhor me respondeu: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás.”
A Palavra nos convoca para cumprirmos o chamado. Muitas vezes achamos que não estamos ainda prontos e por isso queremos adiar a nossa missão – consolidar as vidas.
· A madeira da amendoeira é vermelha, sólida e resistente à água, tendo sido utilizada para fazer canoas na antiga Polinésia.
A embarcação aponta para o ministério.
O Senhor nos levará numa unção onde caminharemos firmados, viveremos os milagres, adquiriremos uma resistência tão grande aos vendavais e, como canoas, estaremos sobre as águas, não afundaremos e ainda transportaremos vidas e provisões.
CONCLUSÃO:
A amendoeira recupera o vigor físico, aumenta a capacidade imunológica, é tranquilizante e intensifica as cores dos peixes. O Senhor restaurará o vigor de nossa equipe e aumentará a nossa capacidade imunológica – mesmo estando constantemente sob ataques, seremos fortalecidos, a nossa capacidade de lutar contra os invasores será ampliada.
Por outro lado, a amendoeira estimula a reprodução e diminui as baixas de alevinos nos primeiros dias de vida. Chegou o tempo da multiplicação sem limites. A folha da Amendoeira na nossa história nos estimulará a ganharmos mais vidas para Jesus e também nos dará estratégias para consolidarmos essas vidas de forma que não perderemos os nossos filhos espirituais. Estaremos amadurecidas para entender que nossos bebês espirituais precisam de muito mais cuidado logo que nascem.
Jr 1.12 – “Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir”[3].
Receba a cura, descanse sabendo que Deus cuidará de tudo que lhe prometeu e cumprirá cada uma de Suas promessas, em nome de Jesus.
Ana Cunha Araújo


[1] Produzir, lançar rebentos, ramos ou flores. Nascer, surgir, desapontar, desabrochar.
[2] Botão que se transforma e folhas ou ramos.
[3] O Senhor está vigiando o que nos prometeu. Ele cumprirá!

Monday, January 2, 2012

A PARÁBOLA DA GALINHA


Certa galinha vivia triste em um terreiro, porque não conseguia chocar nenhum ovinho. Suas “colegas” de galinheiro viviam zombando dela. Quanta tristeza existia no coração daquela galinha!
Um dia, o DONO do terreiro foi ao galinheiro, e entregou um ovo para ela chocar, porque a pata, mãe do ovinho, tinha uma família grande e estava ensinando seus irmãos patinhos a nadarem.
A galinha se alegrou muito!
Ela o amou desde o início. Conversava com o ovo. Muitas vezes esquecia até de tomar sol, comer milho para aquecer o ovo.
O tempo passou chegou a época do ovo nascer,...e nenhum sinal de rachadura do ovo.
A galinha, já com o sentimento materno que toda mãe possui, pressentindo o que estava ocorrendo algo de errado com o ovo, independente de ter sido gerada por ela ou não, e num rompante q toda mãe tem, começou a bicar o ovinho ate a casca se romper.
De repente,...
... O patinho nasceu! Parto difícil e demorado, graças à dedicação da sua mãe galinha ele via a luz do sol pela primeira vez!
Não existia galinha mais feliz naquele quintal, porque o que importava era que agora ela era mãe. Tinha uma família de verdade. Seu filho patinho estava bem.
O tempo passou,...
Aconteceu que o administrador do terreiro decidiu entregar o patinho para outra pata, porquê segundo as convenções do galinheiro, uma galinha não poderia ser mãe de um patinho.
Quanta tristeza e dor no coração da galinha!
Tentou explicar para o filho patinho de uma forma que ele não sofresse
as mudanças que iriam acontecer.
E para maltratar o coração já dilacerado daquela mãe galinha, o patinho simplesmente aceitou sua nova mãe pata,...
LUCIENE FERREIRA ROCHA